sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Passeando pelos blogs, ontem, descobri, quase que tardiamente, o Desafio ReiMamão e resolvi participar.
Encontrei esta receita no site do "Mais Você", depois de muito procurar uma receita que fosse diferente, feita com mamão, e realmente é dificil, não é um ingrediente muito versátil. Quando li achei que não deveria ser muito bom...e continuei procurando. No final acabei retornando a esta e resolvi experimentar, sem muita fé...eu confesso.
Na receita original, a polenta de mamão é servida com um molho de carne moída. Fiquei pensando, então, qual outro molho ficaria bom com o sabor suave do mamão, mesmo na versão salgada...pensei no shitake, que adoro e resolvi arriscar.

Estou totalmente surpresa com o resultado! A polenta fica deliciosa e pode ser servida com variados molhos pela sua suavidade e surpreendente sabor. Com o molho de shitake ficou MUITO bom!

Mesmo que desconfiem do resultado, vale a pena experimentar e ser surpreendido, assim como eu fui.

POLENTA DE MAMÃO


Ingredientes: (para 2 pessoas)
  • 1 mamão papaia maduro
  • 1 xícara (chá) de água
  • 2 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1/2 cebola bem picadinha
  • 1 dente de alho amassado
  • sal a gosto

Modo de preparo:

Num liquidificador, bata mamão, água e a farinha de trigo. Reserve.Numa panela em fogo médio, aqueça o azeite e doure cebola bem picadinha e alho amassado. Acrescente a mistura de mamão (que foi batida no liquidificador) e sal a gosto. Deixe cozinhando em fogo médio, mexendo sempre até engrossar e mudar de cor. Reserve.


MOLHO DE SHITAKE


Ingredientes:

  • 4 shitakes cortados em tirinhas
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 2 colheres (sopa) de queijo gorgonzola picado
  • 1 colher (sopa) de requeijão

Modo de preparo:

Frite o alho no azeite, quando estiver começando a dourar acrescente os shitakes, deixe refogar por 5 minutos e junte o vinho. Deixe evaporar o álcool. Por último junte o requeijão e o gorgonzola, deixe derreter.

MONTAGEM:

Coloque a polenta nas metades do mamão e cubra com o molho de shitake. Leve ao forno para aquecer na hora de servir.

SURPREENDENTE!!!

14:23 Neyma
Passeando pelos blogs, ontem, descobri, quase que tardiamente, o Desafio ReiMamão e resolvi participar.
Encontrei esta receita no site do "Mais Você", depois de muito procurar uma receita que fosse diferente, feita com mamão, e realmente é dificil, não é um ingrediente muito versátil. Quando li achei que não deveria ser muito bom...e continuei procurando. No final acabei retornando a esta e resolvi experimentar, sem muita fé...eu confesso.
Na receita original, a polenta de mamão é servida com um molho de carne moída. Fiquei pensando, então, qual outro molho ficaria bom com o sabor suave do mamão, mesmo na versão salgada...pensei no shitake, que adoro e resolvi arriscar.

Estou totalmente surpresa com o resultado! A polenta fica deliciosa e pode ser servida com variados molhos pela sua suavidade e surpreendente sabor. Com o molho de shitake ficou MUITO bom!

Mesmo que desconfiem do resultado, vale a pena experimentar e ser surpreendido, assim como eu fui.

POLENTA DE MAMÃO


Ingredientes: (para 2 pessoas)
  • 1 mamão papaia maduro
  • 1 xícara (chá) de água
  • 2 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1/2 cebola bem picadinha
  • 1 dente de alho amassado
  • sal a gosto

Modo de preparo:

Num liquidificador, bata mamão, água e a farinha de trigo. Reserve.Numa panela em fogo médio, aqueça o azeite e doure cebola bem picadinha e alho amassado. Acrescente a mistura de mamão (que foi batida no liquidificador) e sal a gosto. Deixe cozinhando em fogo médio, mexendo sempre até engrossar e mudar de cor. Reserve.


MOLHO DE SHITAKE


Ingredientes:

  • 4 shitakes cortados em tirinhas
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 2 colheres (sopa) de queijo gorgonzola picado
  • 1 colher (sopa) de requeijão

Modo de preparo:

Frite o alho no azeite, quando estiver começando a dourar acrescente os shitakes, deixe refogar por 5 minutos e junte o vinho. Deixe evaporar o álcool. Por último junte o requeijão e o gorgonzola, deixe derreter.

MONTAGEM:

Coloque a polenta nas metades do mamão e cubra com o molho de shitake. Leve ao forno para aquecer na hora de servir.

SURPREENDENTE!!!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Um dos alimentos mais versáteis que conheço, a berinjela pode ser usada de varias formas e se presta a várias combinações. Não há quem não tenha pelo menos uma receitinha de berinjela, como antepasto ou acompanhamento, até como prato principal.

Além de ser deliciosa, é saudável e quase uma unanimidade, combina com queijo, com carnes, ótima em sopas, pizza, com especiarias, grelhada, cozida, frita, ensopada, em pasta, creme, patê...Nossa!! Todas as formas deliciosas!

Ingredientes:

  • 2 berinjelas grandes
  • 1/2 kg de carne moída magra
  • 1 cebola grande picada
  • 3 dentes de alho picados
  • 2 folhas de louro
  • 1 envelope de caldo de carne em pó
  • 1/2 xícara de molho de tomate
  • 1 colher (sopa) de molho inglês
  • 1/2 xícara de vinho Madeira
  • 4 colheres (sopa) queijo parmesão ralado
  • 1 colher (chá) de orégano

Modo de preparo:

Corte as berinjelas ao meio, no comprimento, retire os miolos com as sementes, passe uma pitada de sal em cada metade e leve ao forno fraco para amolecerem, com os cortes para baixo, enquanto prepara a carne.

Prepare a carne, colocando numa panela com a cebola, os miolos da berinjela picados, o alho, o pó do caldo e as folhas de louro. Leve ao fogo médio, não precisa colocar óleo, e vá mexendo de vez em quando.

Quando a carne estiver bem cozida, acrescente o molho inglês, o molho de tomate e o vinho. Deixe evaporar os líquidos.

Recheie as metades com a carne, salpique com orégano, polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno para gratinar.

Simples, rápido e gostoso!!




Adorei a idéia da Gina de pesquisar e colocar informações sobre o alimento que estamos postando, então aqui estão algumas informções sobre a berinjela. Bastante interessante!

Espero que aproveitem! Obrigada Gina!


A beringela ou berinjela[a][1] é o fruto da planta Solanum melongena, uma solanaceae arbustiva, anual, originária da Índia, considerada de fácil cultivo nos trópicos, e que pertence à mesma família do pimento, da batata e do tomate. É sensível ao frio, a geadas e ao excesso de chuva na altura da floração. A época de plantio, no hemisfério norte, é de Setembro a Fevereiro e, em regiões de clima quente, o ano todo.


Estudos recentes demonstram que a berinjela tem mostrado eficácia no tratamento de hipercolesterolémia e no controle do colesterol. Recentemente, uma pesquisa realizada no Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu - São Paulo, revelou que a berinjela pode reduzir até 30% as taxas do colesterol. Porém, ainda não se sabe qual o princípio ativo responsável pela redução das taxas de colesterol, mas os cientistas suspeitam de um alcalóide existente na berinjela.

Por ser essa fruta rica em proteínas, vitaminas (A, B1, B2, B5, C), minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio) e alcalóides, que actuam diminuindo a pressão sanguínea, prevenindo a arterosclerose, os naturalistas recomendam o seu consumo, para prevenir alguns males referentes ao fluxo sanguíneo.

Também é recomendada nos casos de artrite, apresentando bons resultados na gota e no reumatismo, bem como na diabetes e nas inflamações da pele em geral.
É também muito digestiva, nutritiva e laxante, por esse motivo é indicada nos casos de desnutrição, indigestão e prisão de ventre. O consumo da berinjela está também indicado para problemas do fígado e do estômago.


18:43 Neyma
Um dos alimentos mais versáteis que conheço, a berinjela pode ser usada de varias formas e se presta a várias combinações. Não há quem não tenha pelo menos uma receitinha de berinjela, como antepasto ou acompanhamento, até como prato principal.

Além de ser deliciosa, é saudável e quase uma unanimidade, combina com queijo, com carnes, ótima em sopas, pizza, com especiarias, grelhada, cozida, frita, ensopada, em pasta, creme, patê...Nossa!! Todas as formas deliciosas!

Ingredientes:

  • 2 berinjelas grandes
  • 1/2 kg de carne moída magra
  • 1 cebola grande picada
  • 3 dentes de alho picados
  • 2 folhas de louro
  • 1 envelope de caldo de carne em pó
  • 1/2 xícara de molho de tomate
  • 1 colher (sopa) de molho inglês
  • 1/2 xícara de vinho Madeira
  • 4 colheres (sopa) queijo parmesão ralado
  • 1 colher (chá) de orégano

Modo de preparo:

Corte as berinjelas ao meio, no comprimento, retire os miolos com as sementes, passe uma pitada de sal em cada metade e leve ao forno fraco para amolecerem, com os cortes para baixo, enquanto prepara a carne.

Prepare a carne, colocando numa panela com a cebola, os miolos da berinjela picados, o alho, o pó do caldo e as folhas de louro. Leve ao fogo médio, não precisa colocar óleo, e vá mexendo de vez em quando.

Quando a carne estiver bem cozida, acrescente o molho inglês, o molho de tomate e o vinho. Deixe evaporar os líquidos.

Recheie as metades com a carne, salpique com orégano, polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno para gratinar.

Simples, rápido e gostoso!!




Adorei a idéia da Gina de pesquisar e colocar informações sobre o alimento que estamos postando, então aqui estão algumas informções sobre a berinjela. Bastante interessante!

Espero que aproveitem! Obrigada Gina!


A beringela ou berinjela[a][1] é o fruto da planta Solanum melongena, uma solanaceae arbustiva, anual, originária da Índia, considerada de fácil cultivo nos trópicos, e que pertence à mesma família do pimento, da batata e do tomate. É sensível ao frio, a geadas e ao excesso de chuva na altura da floração. A época de plantio, no hemisfério norte, é de Setembro a Fevereiro e, em regiões de clima quente, o ano todo.


Estudos recentes demonstram que a berinjela tem mostrado eficácia no tratamento de hipercolesterolémia e no controle do colesterol. Recentemente, uma pesquisa realizada no Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu - São Paulo, revelou que a berinjela pode reduzir até 30% as taxas do colesterol. Porém, ainda não se sabe qual o princípio ativo responsável pela redução das taxas de colesterol, mas os cientistas suspeitam de um alcalóide existente na berinjela.

Por ser essa fruta rica em proteínas, vitaminas (A, B1, B2, B5, C), minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio) e alcalóides, que actuam diminuindo a pressão sanguínea, prevenindo a arterosclerose, os naturalistas recomendam o seu consumo, para prevenir alguns males referentes ao fluxo sanguíneo.

Também é recomendada nos casos de artrite, apresentando bons resultados na gota e no reumatismo, bem como na diabetes e nas inflamações da pele em geral.
É também muito digestiva, nutritiva e laxante, por esse motivo é indicada nos casos de desnutrição, indigestão e prisão de ventre. O consumo da berinjela está também indicado para problemas do fígado e do estômago.


terça-feira, 23 de setembro de 2008


Em 15 estados brasileiros existem restaurantes que fazem parte da Associação dos Pratos da Boa Lembrança, criada em 1994, que distribuem pratos de cerâmica pintados a mão a todos que saboreiam uma das opções do cardápio dos restaurantes afiliados.

Nossa coleção começou exatamente em 1994, quando ganhamos nosso primeiro prato no restaurante "Guimas", o prato era uma salada com figado de galinha, que nem gosto muito mas pedi para ganhar o prato, claro que acabei gostando pois estava muito bem preparado. Junto com o "Mistura Fina", eram os restaurantes que mais frequentavamos na época, e desde então temos colecionado, não tantos quanto eu gostaria, mas temos alguns que enfeitam nosso apartamento da Barra e de Itaipava. São muito lindos e decorativos e os pratos que "temos" que experimentar para ganha-los, umas delícias, além das muito boas lembranças daquela época!!




Esta semana ganhei de meu marido dois livros com as receitas destes restaurantes afiliados desta Associação: "Aromas e Sabores da Boa Lembrança - Arroz e Crustáceos".

Posto aqui para vocês duas amostras do que vão encontrar nestes livros maravilhosos, de um restaurante do Rio de Janeiro que já frequentamos, provamos e aprovamos. Escolhi receitas mais faceis e com poucos ingredientes, aproveitem!!

Primeira receita do Livro Arroz(pág. 57), do Restaurante Borsalino , da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.





RISOTO COM CAMARÕES PEQUENOS E ROMÃ


Ingredientes:
  • 1 talo de alho poró cortado em rodelas finas
  • 6 colheres (sopa) de azeite extravirgem italiano
  • 2 xícaras bem cheias de arroz arbório
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • caldo de legumes suficiente
  • 1 colher (café) de curry
  • 15 unidades de camarão pequeno limpo
  • 1/2 romã (separe as sementes e reserve)
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 1/4 de limão siciliano
  • 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
  • 5 colheres (sopa) de parmesão ralado
  • 1 ramo de tomilho, para decorar
Modo de preparo:
Doure o alho-poró em 4 colheres (sopa) de azeite. Acrescente o arroz e misture em fogo alto. mexendo sempre, até o arroz tostar (sem queimar).
Acrescente o vinho e misture em fogo médio até evaporar.
Coloque o caldo de legumes em quantidade suficiente para cobrir o arroz e acrescente o curry, sempre mexendo.
Aproximadamente 5 minutos antes do risoto ficar pronto, adicione os camarões e a romã.
Tire a panela do fogo, tempere com sal, pimenta e suco de limão. Adicione a manteiga, o restante do azeite e o parmesão. Misture até ficar cremoso.
MONTAGEM: Disponha o risoto no centro de um prato raso, salpique ao redor algumas sementes de romã e coloque 1 ramo de tomilho espetado no topo.

Do livro "CRUSTÁCEOS", escolhi um prato também do restaurante Borsalino (pág.49):



FILÉ DE LAGOSTA AO PROSECCO COM SALADA

Apesar do título parecer o contrário, é uma receita bem rápida e fácil de ser feita, talvez não muito barata, mas para uma ocasião especial impressiona e marca muitos pontos.
Veja você mesmo!!

Ingredientes para o filé de lagosta:
  • 1 cebola picada fina
  • 200g de manteiga sem sal
  • 2 dentes de alho fatiados
  • 1 1/2 kg de filé de lagosta cortado em medalhões
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 200 ml de prosecco
  • 30g de estragão fresco
  • 250ml de creme de leite

Ingredientes para a salada:
  • 4 batatas cozidas e cortadas em cubos
  • 2 beterrabas cozidas e cortadas em cubos
  • 20 vagens verdes cozidas e picadas
Ingredientes para o vinagrete balsâmico:
  • 50 ml de vinagre balsâmico
  • 50 ml de azeite extravirgem
  • sal e pimenta do reino a gosto
Modo de preparo:
Do filé de lagosta: Doure a cebola na manteiga. Junte o alho, os medalhões, o sal e a pimenta, e cozinhe cada lado por 5 minutos em fogo médio. Adicione o prosecco e o estragão. Após evaporar, acrescente o creme de leite até ferver. Deixe tampado por 2 minutos em fogo baixo.
Do vinagrete de balsâmico: Num recipiente misture o vinagre e o azeite. Tempere com sal e pimenta.
Da salada: Num recipiente, junte os legumes. Tempere com o vinagrete de balsâmico e reserve.
Montagem: Sirva a salada na parte superior de um prato oval. Disponha o molho da lagosta no centro do prato e arrume os medalhões em leque.
12:18 Neyma

Em 15 estados brasileiros existem restaurantes que fazem parte da Associação dos Pratos da Boa Lembrança, criada em 1994, que distribuem pratos de cerâmica pintados a mão a todos que saboreiam uma das opções do cardápio dos restaurantes afiliados.

Nossa coleção começou exatamente em 1994, quando ganhamos nosso primeiro prato no restaurante "Guimas", o prato era uma salada com figado de galinha, que nem gosto muito mas pedi para ganhar o prato, claro que acabei gostando pois estava muito bem preparado. Junto com o "Mistura Fina", eram os restaurantes que mais frequentavamos na época, e desde então temos colecionado, não tantos quanto eu gostaria, mas temos alguns que enfeitam nosso apartamento da Barra e de Itaipava. São muito lindos e decorativos e os pratos que "temos" que experimentar para ganha-los, umas delícias, além das muito boas lembranças daquela época!!




Esta semana ganhei de meu marido dois livros com as receitas destes restaurantes afiliados desta Associação: "Aromas e Sabores da Boa Lembrança - Arroz e Crustáceos".

Posto aqui para vocês duas amostras do que vão encontrar nestes livros maravilhosos, de um restaurante do Rio de Janeiro que já frequentamos, provamos e aprovamos. Escolhi receitas mais faceis e com poucos ingredientes, aproveitem!!

Primeira receita do Livro Arroz(pág. 57), do Restaurante Borsalino , da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.





RISOTO COM CAMARÕES PEQUENOS E ROMÃ


Ingredientes:
  • 1 talo de alho poró cortado em rodelas finas
  • 6 colheres (sopa) de azeite extravirgem italiano
  • 2 xícaras bem cheias de arroz arbório
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • caldo de legumes suficiente
  • 1 colher (café) de curry
  • 15 unidades de camarão pequeno limpo
  • 1/2 romã (separe as sementes e reserve)
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 1/4 de limão siciliano
  • 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
  • 5 colheres (sopa) de parmesão ralado
  • 1 ramo de tomilho, para decorar
Modo de preparo:
Doure o alho-poró em 4 colheres (sopa) de azeite. Acrescente o arroz e misture em fogo alto. mexendo sempre, até o arroz tostar (sem queimar).
Acrescente o vinho e misture em fogo médio até evaporar.
Coloque o caldo de legumes em quantidade suficiente para cobrir o arroz e acrescente o curry, sempre mexendo.
Aproximadamente 5 minutos antes do risoto ficar pronto, adicione os camarões e a romã.
Tire a panela do fogo, tempere com sal, pimenta e suco de limão. Adicione a manteiga, o restante do azeite e o parmesão. Misture até ficar cremoso.
MONTAGEM: Disponha o risoto no centro de um prato raso, salpique ao redor algumas sementes de romã e coloque 1 ramo de tomilho espetado no topo.

Do livro "CRUSTÁCEOS", escolhi um prato também do restaurante Borsalino (pág.49):



FILÉ DE LAGOSTA AO PROSECCO COM SALADA

Apesar do título parecer o contrário, é uma receita bem rápida e fácil de ser feita, talvez não muito barata, mas para uma ocasião especial impressiona e marca muitos pontos.
Veja você mesmo!!

Ingredientes para o filé de lagosta:
  • 1 cebola picada fina
  • 200g de manteiga sem sal
  • 2 dentes de alho fatiados
  • 1 1/2 kg de filé de lagosta cortado em medalhões
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 200 ml de prosecco
  • 30g de estragão fresco
  • 250ml de creme de leite

Ingredientes para a salada:
  • 4 batatas cozidas e cortadas em cubos
  • 2 beterrabas cozidas e cortadas em cubos
  • 20 vagens verdes cozidas e picadas
Ingredientes para o vinagrete balsâmico:
  • 50 ml de vinagre balsâmico
  • 50 ml de azeite extravirgem
  • sal e pimenta do reino a gosto
Modo de preparo:
Do filé de lagosta: Doure a cebola na manteiga. Junte o alho, os medalhões, o sal e a pimenta, e cozinhe cada lado por 5 minutos em fogo médio. Adicione o prosecco e o estragão. Após evaporar, acrescente o creme de leite até ferver. Deixe tampado por 2 minutos em fogo baixo.
Do vinagrete de balsâmico: Num recipiente misture o vinagre e o azeite. Tempere com sal e pimenta.
Da salada: Num recipiente, junte os legumes. Tempere com o vinagrete de balsâmico e reserve.
Montagem: Sirva a salada na parte superior de um prato oval. Disponha o molho da lagosta no centro do prato e arrume os medalhões em leque.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Passeando por blogs culinários, descobri este desafio "Chá da Tarde" do blog Delishville. Sexta-feira a tarde...friozinho aqui em Itaipava, não resisti, comecei a procurar receitas e encontrei esta que me pareceu bastante interessante. Resolvi fazer e ficou delicioso. A massa apesar de ser bem pesada, ficou um muffin bem levinho e fofinho.

Espero que gostem!!



Ingredientes:

  • 1 1/2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 xícara de açúcar

  • 2 cenouras cozidas e amassadas
  • 2 ovos

  • 1 colher (sopa-cheia) de margarina
  • 1 tablete de chocolate meio-amargo ou ao leite

Modo de preparo:


Bata os seis primeiros ingredientes na batedeira. Unte forminha individuais com margarina e despeje um pouco da massa. Coloque 2 tijolinhos de chocolate no centro da forminha, afundando um pouco. Preencha com mais um pouco de massa, deixando mais ou menos 2 cm de borda. Leve ao forno até que estejam dourados.

Os muffins devem ser feitos com antecedência. No momento de servir leve ao microondas por 20 segundos, para que o chocolate derreta.


Obs.: Fiz os meus na maquina de tortas elétrica e ficaram muito bons, fofinhos e crescidos.

Cobri com chocolate derretido e salpiquei com crocante de cenoura: 1 cenoura ralada no ralo grosso misturada a 2 colheres (sopa) de açúcar. Levar para caramelizar no forno sobre papel para assados, deixar esfriar e quebrar em pedacinhos.


Quem quiser participar do Desafio: Chá-da-tarde
BOA SORTE A TODOS!!

18:29 Neyma
Passeando por blogs culinários, descobri este desafio "Chá da Tarde" do blog Delishville. Sexta-feira a tarde...friozinho aqui em Itaipava, não resisti, comecei a procurar receitas e encontrei esta que me pareceu bastante interessante. Resolvi fazer e ficou delicioso. A massa apesar de ser bem pesada, ficou um muffin bem levinho e fofinho.

Espero que gostem!!



Ingredientes:

  • 1 1/2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 xícara de açúcar

  • 2 cenouras cozidas e amassadas
  • 2 ovos

  • 1 colher (sopa-cheia) de margarina
  • 1 tablete de chocolate meio-amargo ou ao leite

Modo de preparo:


Bata os seis primeiros ingredientes na batedeira. Unte forminha individuais com margarina e despeje um pouco da massa. Coloque 2 tijolinhos de chocolate no centro da forminha, afundando um pouco. Preencha com mais um pouco de massa, deixando mais ou menos 2 cm de borda. Leve ao forno até que estejam dourados.

Os muffins devem ser feitos com antecedência. No momento de servir leve ao microondas por 20 segundos, para que o chocolate derreta.


Obs.: Fiz os meus na maquina de tortas elétrica e ficaram muito bons, fofinhos e crescidos.

Cobri com chocolate derretido e salpiquei com crocante de cenoura: 1 cenoura ralada no ralo grosso misturada a 2 colheres (sopa) de açúcar. Levar para caramelizar no forno sobre papel para assados, deixar esfriar e quebrar em pedacinhos.


Quem quiser participar do Desafio: Chá-da-tarde
BOA SORTE A TODOS!!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Bolinhos...bolinhos lembram vó, lembram cozinha quente e aconchegante, fritinhos na hora, aqueles "roubados" então, tinham um gostinho especial..."sai menina, deixa eu terminar!"..."vai queimar a boca!"..."pega um papel para segurar!"..."vai engordurar o sofá!". Que delícia! Bolinhos de batata, bolinhos de carne, bolinhos de arroz...hummmm!! Que saudade!
Quem gosta de jiló? E bolinho de jiló? Com certeza bem poucas pessoas vão responder afirmativamente. Meu marido ADORA (tem gosto para tudo!). Quem já fez ou comeu, sabe que não existem muitas formas criativas de fazê-lo ou talvez a limitação seja minha (por não gostar). Mesmo assim invento formas diferentes de prepara-lo e hoje fiz bolinho. Segundo meu marido: MARAVILHOSO!

Para quem gosta, bom apetite!

Ingredientes:

  • 1 kg de jiló
  • 2 colheres (sopa) azeite
  • 2 cebolas médias picadas
  • 4 dentes de alho picados
  • 1 envelope de caldo de carne em pó
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 pitada de coentro em pó

  • 2 ovos

  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo

  • óleo de canola para fritar

Modo de preparo:

Corte o jiló em cubinhos pequenos e deixe de molho em água com vinagre. Reserve. Refogue a cebola e o alho no azeite. Escorra o jiló e junte ao refogado de alho e cebola, acrescente o pó do caldo de carne, o sal (caso seja necessário), a pimenta e o coentro em pó. Refogue até secar a água que se forma no fundo da panela e o jiló estar macio, porém não desmanchando. Deixe esfriar. Junte então os ovos inteiros e a farinha de trigo, misture bem. Coloque o óleo para esquentar e vá colocando a massa em colheradas para fritar. Escorra em papel toalha e sirva quentinho.

Acompanhado por um vinho português "Porca de Murça"

21:59 Neyma
Bolinhos...bolinhos lembram vó, lembram cozinha quente e aconchegante, fritinhos na hora, aqueles "roubados" então, tinham um gostinho especial..."sai menina, deixa eu terminar!"..."vai queimar a boca!"..."pega um papel para segurar!"..."vai engordurar o sofá!". Que delícia! Bolinhos de batata, bolinhos de carne, bolinhos de arroz...hummmm!! Que saudade!
Quem gosta de jiló? E bolinho de jiló? Com certeza bem poucas pessoas vão responder afirmativamente. Meu marido ADORA (tem gosto para tudo!). Quem já fez ou comeu, sabe que não existem muitas formas criativas de fazê-lo ou talvez a limitação seja minha (por não gostar). Mesmo assim invento formas diferentes de prepara-lo e hoje fiz bolinho. Segundo meu marido: MARAVILHOSO!

Para quem gosta, bom apetite!

Ingredientes:

  • 1 kg de jiló
  • 2 colheres (sopa) azeite
  • 2 cebolas médias picadas
  • 4 dentes de alho picados
  • 1 envelope de caldo de carne em pó
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 pitada de coentro em pó

  • 2 ovos

  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo

  • óleo de canola para fritar

Modo de preparo:

Corte o jiló em cubinhos pequenos e deixe de molho em água com vinagre. Reserve. Refogue a cebola e o alho no azeite. Escorra o jiló e junte ao refogado de alho e cebola, acrescente o pó do caldo de carne, o sal (caso seja necessário), a pimenta e o coentro em pó. Refogue até secar a água que se forma no fundo da panela e o jiló estar macio, porém não desmanchando. Deixe esfriar. Junte então os ovos inteiros e a farinha de trigo, misture bem. Coloque o óleo para esquentar e vá colocando a massa em colheradas para fritar. Escorra em papel toalha e sirva quentinho.

Acompanhado por um vinho português "Porca de Murça"

domingo, 14 de setembro de 2008

Ontem, sábado, fomos a um restaurante, aqui em Itaipava, que originariamente se chamava "Adega do Pimenta", igual ao do Rio de Janeiro(do mesmo dono), mas que agora além de comida alemã serve também comidinhas de boteco, e mudou o nome para CERVEJOTA( http://adegadopimenta.com.br/ ) era um dos lugares favoritos da Juliana (minha filha, que esta morando na Austrália), quando estava aqui em Itaipava.
Pedimos então umas salsichinhas defumadas que são cozidas na cerveja e servidas com queijo cheddar, os dois em panelinhas de fondue pequenas (para chocolate), seria um fondue alemão (talvez) e acompanhado por pão francês e preto em cubinho. Em uma panelinha foram servidas as salsichinhas e na outra o queijo cheddar. Os garfinhos usados são os que normalmente usamos para fondue de chocolate.
Gente!!Uma delicia e uma excelente idéia para fazer em casa.
Não sei as quantidades, mas os ingredientes estão abaixo, espero que gostem!!


Ingredientes:

  • salsichinhas defumadas
  • cerveja

  • queijo cheddar

  • pão francês em cubos

  • pão preto em cubos

Modo de preparo:

Cozinhar as salsichinhas na cerveja e colocar na panelinha de fondue, igual a de chocolate. Derreter o queijo cheddar e servir em outra panelinha de fondue. Costar os pães em cubos e servir numa cestinha. Usar garfinhos de fondue pequenos (p/ chocolate), pratinhos de sobremesa, garfos e facas de sobremesa.


Uma delícia, vale apena!!!

17:32 Neyma
Ontem, sábado, fomos a um restaurante, aqui em Itaipava, que originariamente se chamava "Adega do Pimenta", igual ao do Rio de Janeiro(do mesmo dono), mas que agora além de comida alemã serve também comidinhas de boteco, e mudou o nome para CERVEJOTA( http://adegadopimenta.com.br/ ) era um dos lugares favoritos da Juliana (minha filha, que esta morando na Austrália), quando estava aqui em Itaipava.
Pedimos então umas salsichinhas defumadas que são cozidas na cerveja e servidas com queijo cheddar, os dois em panelinhas de fondue pequenas (para chocolate), seria um fondue alemão (talvez) e acompanhado por pão francês e preto em cubinho. Em uma panelinha foram servidas as salsichinhas e na outra o queijo cheddar. Os garfinhos usados são os que normalmente usamos para fondue de chocolate.
Gente!!Uma delicia e uma excelente idéia para fazer em casa.
Não sei as quantidades, mas os ingredientes estão abaixo, espero que gostem!!


Ingredientes:

  • salsichinhas defumadas
  • cerveja

  • queijo cheddar

  • pão francês em cubos

  • pão preto em cubos

Modo de preparo:

Cozinhar as salsichinhas na cerveja e colocar na panelinha de fondue, igual a de chocolate. Derreter o queijo cheddar e servir em outra panelinha de fondue. Costar os pães em cubos e servir numa cestinha. Usar garfinhos de fondue pequenos (p/ chocolate), pratinhos de sobremesa, garfos e facas de sobremesa.


Uma delícia, vale apena!!!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

À noite, às sextas-feiras normalmente não faço jantar, geralmente um sanduiche, mas aqui em Itaipava fico inventando o que fazer. Como uma amiga muito querida pediu para eu postar uns pratos light, por que ela tem que emagrecer 20 kg, resolvi fazer este franguinho sem gordura e coloquei o nome dela no prato. Um franguinho sem pele nem gordura é uma pedida bem mais saudável e mais fácil do que um sanduíche. Este então, além de light é muito fácil e rápido, coloquei o frango na panela ainda congelado. Além de zero gordura é zero trabalho e bem saboroso e ainda muito rápido e prático. Uma opção bem mais saborosa do que o entediante filé de frango grelhado.
Vale a pena experimentar.

Ingredientes:

  • 1 frango em pedaços, sem pele
  • 1 xícara de vinho tinto (não se preocupe com o álcool porque ele evapora todo)
  • 2 cebolas grandes cortadas em pétalas
  • 1 envelope de caldo de galinha 0% de gordura
  • 1 lata de molho de tomate light (0% de gordura)
  • louro, alecrim e tomilho a gosto

Modo de preparo:

Colocar o frango numa panela, acrescentar todos os outros ingredientes e levar ao fogo baixo até o frango ficar macio. Arroz 7 grãos como acompanhamento. Uma delícia!

20:41 Neyma
À noite, às sextas-feiras normalmente não faço jantar, geralmente um sanduiche, mas aqui em Itaipava fico inventando o que fazer. Como uma amiga muito querida pediu para eu postar uns pratos light, por que ela tem que emagrecer 20 kg, resolvi fazer este franguinho sem gordura e coloquei o nome dela no prato. Um franguinho sem pele nem gordura é uma pedida bem mais saudável e mais fácil do que um sanduíche. Este então, além de light é muito fácil e rápido, coloquei o frango na panela ainda congelado. Além de zero gordura é zero trabalho e bem saboroso e ainda muito rápido e prático. Uma opção bem mais saborosa do que o entediante filé de frango grelhado.
Vale a pena experimentar.

Ingredientes:

  • 1 frango em pedaços, sem pele
  • 1 xícara de vinho tinto (não se preocupe com o álcool porque ele evapora todo)
  • 2 cebolas grandes cortadas em pétalas
  • 1 envelope de caldo de galinha 0% de gordura
  • 1 lata de molho de tomate light (0% de gordura)
  • louro, alecrim e tomilho a gosto

Modo de preparo:

Colocar o frango numa panela, acrescentar todos os outros ingredientes e levar ao fogo baixo até o frango ficar macio. Arroz 7 grãos como acompanhamento. Uma delícia!

http://sabor.sampasite.com/fernanda/
Quando li sobre este desafio fiquei imaginando o que fazer, pensei no meu gosto, em algo que me agradaria. Logo veio-me então a cabeça três coisas que adoro beber, suco de pêssego, licor Charleston, de frutas exoticas, e vinho rosé.

A mistura foi surpreendente, o vinho seco com o doce do licor que vai se revelando aos poucos conforme bebemos, pois as bebidas não são misturadas, e no final...pedacinhos de pêssego. Uma delícia!

Então aí esta meu drink para o desafio. Espero que gostem!!


PÉCHE ROSÉ


Ingredientes:


  • 1/4 de pessego em calda cortado em cubinhos
  • 1/2 cálice de suco de pêssego
  • 1 cálice de licor Charleston (frutas exóticas)
  • Vinho Rosé seco o quanto baste para completar a taça
  • 1 rodela de pêssego em calda
  • 1 guarda-chuvinha de papel para decorar

Modo de preparo:

Em um flute (taça longa e fina para champanhe) arrume no fundo os pedacinhos de pêssego e cubra com o suco de pêssego. Por cima derrame o licor e por fim vá colocando o vinho bem lentamente atravez de uma colher inclinada dentro do copo, para que não se misturem (conforme foto abaixo).




Enfeite com a rodela de pêssego e espete o guarda-chuvinha. Todos os ingredientes devem estar bem gelados.


Aproveitem!!
11:32 Neyma
http://sabor.sampasite.com/fernanda/
Quando li sobre este desafio fiquei imaginando o que fazer, pensei no meu gosto, em algo que me agradaria. Logo veio-me então a cabeça três coisas que adoro beber, suco de pêssego, licor Charleston, de frutas exoticas, e vinho rosé.

A mistura foi surpreendente, o vinho seco com o doce do licor que vai se revelando aos poucos conforme bebemos, pois as bebidas não são misturadas, e no final...pedacinhos de pêssego. Uma delícia!

Então aí esta meu drink para o desafio. Espero que gostem!!


PÉCHE ROSÉ


Ingredientes:


  • 1/4 de pessego em calda cortado em cubinhos
  • 1/2 cálice de suco de pêssego
  • 1 cálice de licor Charleston (frutas exóticas)
  • Vinho Rosé seco o quanto baste para completar a taça
  • 1 rodela de pêssego em calda
  • 1 guarda-chuvinha de papel para decorar

Modo de preparo:

Em um flute (taça longa e fina para champanhe) arrume no fundo os pedacinhos de pêssego e cubra com o suco de pêssego. Por cima derrame o licor e por fim vá colocando o vinho bem lentamente atravez de uma colher inclinada dentro do copo, para que não se misturem (conforme foto abaixo).




Enfeite com a rodela de pêssego e espete o guarda-chuvinha. Todos os ingredientes devem estar bem gelados.


Aproveitem!!

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

O que fazer para o jantar? Abri o freezer e tinha esta costela congelada. Fazer como e com o que?
Abri a geladeira e escolhi os ingredientes do molho, que ficou como um "molho barbecue oriental". Tentei equilibrar os paladares, um pouco doces, um pouco acidos, com um contraponto do alho e as ervas (usei ervas finas secas), que caramelizaram a cebola que estava embaixo da costela. Servi com arroz 7 grãos e salada de repolho com cebola. Meu marido ADOROU!!
Espero que gostem!!


Ingredientes:


  • 1 ripa de costela suína com osso

  • 2 cebolas grandes em rodelas

Molho:


  • 1 colher (sopa) de alho picado

  • 2 colheres (sopa) de tonkatsu

  • 1 colher (sopa) de vinagre branco

  • 1 colher (sopa) de catchup

  • 1 colher (sopa) de açúcar mascavo

  • 2 colheres (sopa) de shoyu

  • 1 colher (sopa) de molho inglês

  • 1/2 xícara de vinho branco seco

  • 1/2 colher (sopa) de ervas secas a gosto

Modo de preparo:

Lavar bem a costela, pode passar um pouco de suco de limão e reservar. Cobrir o fundo da assadeira com as rodelas de cebola. Misturar todos os ingredientes do molho e pincelar em toda a costela, reservando o que sobrar. Levar ao forno médio para assar e dourar, sobre as rodelas de cebola. Voltar a pincelar mais vezes, enquanto a costela estiver assando, até terminar o molho. Deve ficar bem dourada por fora e macia e suculenta por dentro.
Ficou MUITO bom!!!

Servi com salada de repolho e arroz sete grãos.

00:30 Neyma
O que fazer para o jantar? Abri o freezer e tinha esta costela congelada. Fazer como e com o que?
Abri a geladeira e escolhi os ingredientes do molho, que ficou como um "molho barbecue oriental". Tentei equilibrar os paladares, um pouco doces, um pouco acidos, com um contraponto do alho e as ervas (usei ervas finas secas), que caramelizaram a cebola que estava embaixo da costela. Servi com arroz 7 grãos e salada de repolho com cebola. Meu marido ADOROU!!
Espero que gostem!!


Ingredientes:


  • 1 ripa de costela suína com osso

  • 2 cebolas grandes em rodelas

Molho:


  • 1 colher (sopa) de alho picado

  • 2 colheres (sopa) de tonkatsu

  • 1 colher (sopa) de vinagre branco

  • 1 colher (sopa) de catchup

  • 1 colher (sopa) de açúcar mascavo

  • 2 colheres (sopa) de shoyu

  • 1 colher (sopa) de molho inglês

  • 1/2 xícara de vinho branco seco

  • 1/2 colher (sopa) de ervas secas a gosto

Modo de preparo:

Lavar bem a costela, pode passar um pouco de suco de limão e reservar. Cobrir o fundo da assadeira com as rodelas de cebola. Misturar todos os ingredientes do molho e pincelar em toda a costela, reservando o que sobrar. Levar ao forno médio para assar e dourar, sobre as rodelas de cebola. Voltar a pincelar mais vezes, enquanto a costela estiver assando, até terminar o molho. Deve ficar bem dourada por fora e macia e suculenta por dentro.
Ficou MUITO bom!!!

Servi com salada de repolho e arroz sete grãos.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Não resisto a livros de receita, tenho uma estante cheia deles mas nunca é o suficiente. Desde sempre coleciono e escrevo cadernos com receitas da tv ou de alguém que me passa. ADORO!
Uma de minhas últimas aquisições foi "Mestre-Cuca LAROUSSE", na verdade um presente de meu marido, mais grosso que uma bíblia.

Abri aleatoriamente o livro para pegar uma receita e postar aqui. Caiu na página 491, Costeleta de vitela à camponesa.

Parece muito bom!!Espero que gostem!


Ingredientes:

  • 4 cenouras
  • 2 cebolas
  • 2 alhos-porós (só a parte branca)
  • 1 nabo
  • 4 talos de aipo
  • 100g de manteiga
  • 2 batatas grandes
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 200g de bacon
  • 4 costeletas de vitela (160-180g cada)
  • 1 colher (sopa) de salsinha picada
  • sal e pimenta

Modo de preparo:

Corte em tirinhas as cenouras, as cebolas, os alhos-porós, o nabo e o aipo. refogue-os em uma caçarola em 30 ng de manteiga e tempere com sal e pimenta. Experimente e veriofique se estão macios.

Descasque e corte em cubinhos as batatas, adicione sal e salteieem uma frigideira com 20 g de manteiga e o óleo.

Doure o bacon em 20g de manteiga.

Faça alguns talhos nas bordas das costeletas. Em uma panela derreta 30g de manteiga e doure-as por 1-2 min de cada lado, tempere com sal e pimenta e cozinhe por 10-12 min em fogo brando.

Escorra os legumes e as batatas, bem como o bacon. Coloque tudo na panela e cozinhe por mais 5 min.

Disponha as costeletas em uma travessa aquecida e coloque os legumes em volta. Salpique com salsinha e sirva bem quente.

18:08 Neyma
Não resisto a livros de receita, tenho uma estante cheia deles mas nunca é o suficiente. Desde sempre coleciono e escrevo cadernos com receitas da tv ou de alguém que me passa. ADORO!
Uma de minhas últimas aquisições foi "Mestre-Cuca LAROUSSE", na verdade um presente de meu marido, mais grosso que uma bíblia.

Abri aleatoriamente o livro para pegar uma receita e postar aqui. Caiu na página 491, Costeleta de vitela à camponesa.

Parece muito bom!!Espero que gostem!


Ingredientes:

  • 4 cenouras
  • 2 cebolas
  • 2 alhos-porós (só a parte branca)
  • 1 nabo
  • 4 talos de aipo
  • 100g de manteiga
  • 2 batatas grandes
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 200g de bacon
  • 4 costeletas de vitela (160-180g cada)
  • 1 colher (sopa) de salsinha picada
  • sal e pimenta

Modo de preparo:

Corte em tirinhas as cenouras, as cebolas, os alhos-porós, o nabo e o aipo. refogue-os em uma caçarola em 30 ng de manteiga e tempere com sal e pimenta. Experimente e veriofique se estão macios.

Descasque e corte em cubinhos as batatas, adicione sal e salteieem uma frigideira com 20 g de manteiga e o óleo.

Doure o bacon em 20g de manteiga.

Faça alguns talhos nas bordas das costeletas. Em uma panela derreta 30g de manteiga e doure-as por 1-2 min de cada lado, tempere com sal e pimenta e cozinhe por 10-12 min em fogo brando.

Escorra os legumes e as batatas, bem como o bacon. Coloque tudo na panela e cozinhe por mais 5 min.

Disponha as costeletas em uma travessa aquecida e coloque os legumes em volta. Salpique com salsinha e sirva bem quente.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Ainda inspirada pelo desafio dos Drinks, folheando uma revista antiga encontrei este ponche que achei muito interessante e que merecia estar aqui no meu blog. Esta é em homenagem à minha enteada que AMA melancia. Ótima idéia para o Natal.
Beijos a todos!!

Ingredientes:

  • 2 kg de pedaços de melancia
  • 1 litro de rum carta prata
  • 1 xicara de licor de cereja (cherry brandy)
  • 1 xícara de suco de limão coado
  • 2 xícaras de suco de laranja coado
  • 3 xícaras de soda limonada
  • folhas de hortelã para decorar
  • formas para gelo

Modo de preparo:

Retire a casca da melancia e corte a polpa em cubos de 2,5 cm (retire as sementes com uma faca pequena). Coloque os cubinhos nas formas de gelo e complete com agua. Leve ao congelador até endurecer.

Leve oa demais ingredientes para gelar por uma hora. Em jarras grandes ou uma poncheira, misture o rum com o licor, o suco de limão e o suco de laranja. Acrescente a soda, os cubos de gelo de melancia e misture para não perder o gás do refrigerante. Enfeite com hortelã e sirva.

Rende 20 porções


11:09 Neyma
Ainda inspirada pelo desafio dos Drinks, folheando uma revista antiga encontrei este ponche que achei muito interessante e que merecia estar aqui no meu blog. Esta é em homenagem à minha enteada que AMA melancia. Ótima idéia para o Natal.
Beijos a todos!!

Ingredientes:

  • 2 kg de pedaços de melancia
  • 1 litro de rum carta prata
  • 1 xicara de licor de cereja (cherry brandy)
  • 1 xícara de suco de limão coado
  • 2 xícaras de suco de laranja coado
  • 3 xícaras de soda limonada
  • folhas de hortelã para decorar
  • formas para gelo

Modo de preparo:

Retire a casca da melancia e corte a polpa em cubos de 2,5 cm (retire as sementes com uma faca pequena). Coloque os cubinhos nas formas de gelo e complete com agua. Leve ao congelador até endurecer.

Leve oa demais ingredientes para gelar por uma hora. Em jarras grandes ou uma poncheira, misture o rum com o licor, o suco de limão e o suco de laranja. Acrescente a soda, os cubos de gelo de melancia e misture para não perder o gás do refrigerante. Enfeite com hortelã e sirva.

Rende 20 porções


Sempre adorei a carne assada que minha avó e minha mãe faziam, mas tinha que dourar a carne, fritando no óleo até ficar bem douradinha, o que levava bastante tempo além da gordura que ficava na cozinha.
Há alguns anos atras aprendi a fazer uma carne assada que não precisa dourar nem colocar água e é feita na pressão. Ela era assada na água da cebola e realmente muito facil de fazer.
Aos poucos fui aprimorando esta receita e hoje acrescento algumas outras coisas e a carne fica dourada por causa da cebola que ao ser cozida por algum tempo vai escurecendo e dourando a carne sem que precise frita-la, alé de ser mais saudável, pois não vai gordura alguma.

Muito boa!! Espero que gostem!!



Ingredientes:

  • 1/2 lagarto redondo
  • alho,sal, pimenta do reino,vinho tinto ou vinagre, ervas finas e louro a gosto (para o vinha d'alho)
  • 3 cebolas médias em rodelas
  • 1 envelope de caldo de carne em pó (0% de gordura)
  • 1 copo de vinho tinto
  • 1 lata de molho de tomate (0% de gordura)

Modo de preparo:

Retirar toda a gordura da carne e colocar no vinha d'alho, de preferência de um dia para o outro. Pode congelar com o tempero caso não queira usar no mesmo dia (a minha ficou congelada por um mes). Cobrir o fundo da panela de pressão com a cebola e polvilhar com o caldo de carne. Colocar a carne sobre as rodelas de cebola, junto com o vinha d'alho e regar com 1/2 copo de vinho tinto. Levar ao fogo por 40 minutos. Tirar da pressão e verificar se esta queimando no fundo e se já esta macia. Caso seja necessário coloque um pouquinho de água e leve novamente à pressão por mais 15 minutos.

Ao final do tempo de pressão se o caldo não estiver dourado deixar apurar mais um pouco e reduzir o líquido. Acrescentar o molho de tomate, o restante do vinho e deixe ferver mais um pouco. O molho pode ser engrossado com um pouquinho de farinha de trigo.

Servi com espaguete integral.

10:38 Neyma
Sempre adorei a carne assada que minha avó e minha mãe faziam, mas tinha que dourar a carne, fritando no óleo até ficar bem douradinha, o que levava bastante tempo além da gordura que ficava na cozinha.
Há alguns anos atras aprendi a fazer uma carne assada que não precisa dourar nem colocar água e é feita na pressão. Ela era assada na água da cebola e realmente muito facil de fazer.
Aos poucos fui aprimorando esta receita e hoje acrescento algumas outras coisas e a carne fica dourada por causa da cebola que ao ser cozida por algum tempo vai escurecendo e dourando a carne sem que precise frita-la, alé de ser mais saudável, pois não vai gordura alguma.

Muito boa!! Espero que gostem!!



Ingredientes:

  • 1/2 lagarto redondo
  • alho,sal, pimenta do reino,vinho tinto ou vinagre, ervas finas e louro a gosto (para o vinha d'alho)
  • 3 cebolas médias em rodelas
  • 1 envelope de caldo de carne em pó (0% de gordura)
  • 1 copo de vinho tinto
  • 1 lata de molho de tomate (0% de gordura)

Modo de preparo:

Retirar toda a gordura da carne e colocar no vinha d'alho, de preferência de um dia para o outro. Pode congelar com o tempero caso não queira usar no mesmo dia (a minha ficou congelada por um mes). Cobrir o fundo da panela de pressão com a cebola e polvilhar com o caldo de carne. Colocar a carne sobre as rodelas de cebola, junto com o vinha d'alho e regar com 1/2 copo de vinho tinto. Levar ao fogo por 40 minutos. Tirar da pressão e verificar se esta queimando no fundo e se já esta macia. Caso seja necessário coloque um pouquinho de água e leve novamente à pressão por mais 15 minutos.

Ao final do tempo de pressão se o caldo não estiver dourado deixar apurar mais um pouco e reduzir o líquido. Acrescentar o molho de tomate, o restante do vinho e deixe ferver mais um pouco. O molho pode ser engrossado com um pouquinho de farinha de trigo.

Servi com espaguete integral.

domingo, 7 de setembro de 2008

Apesar de minha família ser carioca, nossa principal influência culinaria é mineira, mesa farta e muito variada, o prazer de estar e reunir a família na cozinha, galinhas ao molho pardo, lombinhos assados, doces em calda e muitos bolos, principalmente de fubá e aipim, enfim como podem comprovar, uma forte influência mineira.
Folheando um livro de Comida Mineira, "História da Arte da Cozinha Mineira por Dona Lucinha" de Maria Lucia Clementino Nunes e Marcia Clementino Nunes, encontrei um maravilhoso bolo de milho verde, feito do jeitinho da época de minha avó, ralando a espiga e tudo mais. Lembrei do maravilhoso bolo que minha avó fazia.





Ingredientes:

  • 4 espigas de milho verde
  • 3 ovos
  • 12 colheres de flocos de milho
  • 250 g de açúcar
  • 1/4 de litro de leite
  • 1/4 de queijo Minas, meia-cura, ralado
  • 1 clher (sobremesa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • erva-doce a gosto
  • açúcar fino e canela em pó, o necessário

Modo de preparo:

Ralar o milho em ralo fino e reservar. Bater as claras em neve e reservar. Bater bem as gemas com o açúcar, juntar o leite, o sal, os flocos de milho, a erva-doce, o milho e misturar bem. Por último, adicionar o queijo e o fermento; mexer levemente. À parte, untar uma forma própria com manteiga, polvilhar com flocos de milho e desprezar o excesso. Despejar toda a massa e elvar ao forno quente para assar. Ao corar, retirar o bolo do forno, polvilhar com açúcar e canela e voltar ao forno para terminar o processo de assar. Em geral, o bolo de milho verde leva um pouco mais de tempo no forno do que os de trigo. O tempo médio é de aproximadamente quarenta minutos.

20:51 Neyma
Apesar de minha família ser carioca, nossa principal influência culinaria é mineira, mesa farta e muito variada, o prazer de estar e reunir a família na cozinha, galinhas ao molho pardo, lombinhos assados, doces em calda e muitos bolos, principalmente de fubá e aipim, enfim como podem comprovar, uma forte influência mineira.
Folheando um livro de Comida Mineira, "História da Arte da Cozinha Mineira por Dona Lucinha" de Maria Lucia Clementino Nunes e Marcia Clementino Nunes, encontrei um maravilhoso bolo de milho verde, feito do jeitinho da época de minha avó, ralando a espiga e tudo mais. Lembrei do maravilhoso bolo que minha avó fazia.





Ingredientes:

  • 4 espigas de milho verde
  • 3 ovos
  • 12 colheres de flocos de milho
  • 250 g de açúcar
  • 1/4 de litro de leite
  • 1/4 de queijo Minas, meia-cura, ralado
  • 1 clher (sobremesa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • erva-doce a gosto
  • açúcar fino e canela em pó, o necessário

Modo de preparo:

Ralar o milho em ralo fino e reservar. Bater as claras em neve e reservar. Bater bem as gemas com o açúcar, juntar o leite, o sal, os flocos de milho, a erva-doce, o milho e misturar bem. Por último, adicionar o queijo e o fermento; mexer levemente. À parte, untar uma forma própria com manteiga, polvilhar com flocos de milho e desprezar o excesso. Despejar toda a massa e elvar ao forno quente para assar. Ao corar, retirar o bolo do forno, polvilhar com açúcar e canela e voltar ao forno para terminar o processo de assar. Em geral, o bolo de milho verde leva um pouco mais de tempo no forno do que os de trigo. O tempo médio é de aproximadamente quarenta minutos.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Inspirada pelo Desafio dos Drinks, do qual vou participar,do blog Sabor (http://sabor.sampasite.com/), resolvi postar aqui alguns drinks tradicionais e suas histórias de um livro que tenho há muito tempo: "Drinks de Mestre" de Derivan Ferreira de Souza.






ALEXANDER



"Já se disse que esse coquetel é uma referência a Alexandre, o Grande. Há também quem afirme tratar-se de uma homenagem a Alexandre Dumas. Não importa. Ambos os nomes são suficientemente carregados de história para manter a lenda que tempera este drink. Importa mesmo é o que ela nos conta. Diz que copos como esse aí são doces armas de sedução. Apreciado em todo o mundo como um bom digestivo, no Brasil é consumido principalmente como aperitivo, tendo se tornado um dos prediletos nos últimos anos."

Ingredientes:


  • 1/3 de brandy
  • 1/3 de creme de cacau
  • 1/3 de creme de leite
  • noz-moscada

Modo de preparo:
Bata os tres primeiros ingredientes na coqueteleira, com tres pedras de gelo e coe. Sirva em copo short drink. Pulverize noz-moscada ralada.



BLOODY MARY

"Corriam os anos 20 e nos Estados Unidos era grande a sede por drinks alcoólicos que exibissem uma aparência ingênua - necessidade imperiosa ordenada pela Lei Seca. A equação foi resolvida do outro lado do Atlântico por Ferdinand Petiot, barman do Harry's New York, bar de Paris. Ele se utilizou dos secretos predicados da vodka, que passa quase incognita quando submetida ao palato camuflada pela inocente e apimentada companhia do suco de tomate temperado."



Ingredientes:

  • 3/10 de vodka
  • 6/10 de suco de tomate
  • 1/10 de suco de limão
  • Molho inglês
  • Pimenta Tabasco
  • sal ou sal com aipo
  • pimenta do reino

Modo de preparo:
Este drink pode ser batido, montado ou mexido. Misturar os ingredientes no mixing glass é a forma mais comum de preparo. Sirva com gelo.



CAIPIRINHA


"A verdadeira caipirinha é a um só tempo simples e cheia de segredos, como a boa cachaça. Diabolicamente ácida como o limão. Divinamente doce como o açúcar de cana. Seu nome, "caipira", refere-se ao homem simples do interior do Estado de São Paulo, que originalmente usava essa mistura como um remédio caseiro. O drink nacional brasileiro é muito apreciado como acompanhamento da feijoada e do churrasco. Por ser adstringente, a Caipirinha realmente cai muito bem junto com pratos mais pesados. Tornou-se um hit internacional e até passou a ser feito em versões pouco ortodoxas, com outro tipos de aguardente. Mas não se engane: caipirinha, para ser assim chamada, só aquela feita com caninha, pinga, dengosa, moça-branca ou que nome se dê ao popularíssimo suor-de-almbique. E fique assim combinado."


Ingredientes:

  • 1/2 limão Taiti, com casca fina (ou um limão galego)
  • 2 colheres (bar) de açúcar
  • 1 dose de cachaça de boa qualidade

Modo de preparo:

Sobre uma tábua, segure o lim ão com o cabinho para cima. Corte-o ao meio. Retire a parte branca do miolo e despreze-a. Corte o limão em fatias finas. Monte o drink num copo old-feshioned, começando pelas fatias de limão. Acrescente o açúcar e pressione com um amassador. Coloque a cachaça e, usando um mexedor, envolva o limão com o líquido. Complete com gelo e sirva.

IRISH COFFEE

"Excelente para dar o toque final em um bom jantar ou combater os rigores do frio. Este clássico despontou para a fama numa inspirada noite dos anos 40, quando um viajante americano relatou a existência do tradicional drink irlandês a um barman em São Francisco, na Califórnia. Daí, a fórmula se espalharia pelos Estados Unidos e para o mundo todo, graças à harmonia de sua composição. E també por causa de uma ajudinha dos fabricantes de wiskey, que passsaram a divulgar receitas e recomendar copos especiais para seu preparo."




Ingredientes:

  • 3/10 de wiskey irlandês
  • 2/10 de creme de leite batido
  • 5/10 de café quente
  • 1 colher (bar) de açúcar

Modo de preparo:

Aqueça previamente um copo especial para drinks quentes. Monte diretamente no copo, misturando o wiskey, o café e o açúcar. Coloque o creme de leite por cima, deitando-o sobre as costas de uma colher de bar aquecida. Não misture novamente.

19:01 Neyma
Inspirada pelo Desafio dos Drinks, do qual vou participar,do blog Sabor (http://sabor.sampasite.com/), resolvi postar aqui alguns drinks tradicionais e suas histórias de um livro que tenho há muito tempo: "Drinks de Mestre" de Derivan Ferreira de Souza.






ALEXANDER



"Já se disse que esse coquetel é uma referência a Alexandre, o Grande. Há também quem afirme tratar-se de uma homenagem a Alexandre Dumas. Não importa. Ambos os nomes são suficientemente carregados de história para manter a lenda que tempera este drink. Importa mesmo é o que ela nos conta. Diz que copos como esse aí são doces armas de sedução. Apreciado em todo o mundo como um bom digestivo, no Brasil é consumido principalmente como aperitivo, tendo se tornado um dos prediletos nos últimos anos."

Ingredientes:


  • 1/3 de brandy
  • 1/3 de creme de cacau
  • 1/3 de creme de leite
  • noz-moscada

Modo de preparo:
Bata os tres primeiros ingredientes na coqueteleira, com tres pedras de gelo e coe. Sirva em copo short drink. Pulverize noz-moscada ralada.



BLOODY MARY

"Corriam os anos 20 e nos Estados Unidos era grande a sede por drinks alcoólicos que exibissem uma aparência ingênua - necessidade imperiosa ordenada pela Lei Seca. A equação foi resolvida do outro lado do Atlântico por Ferdinand Petiot, barman do Harry's New York, bar de Paris. Ele se utilizou dos secretos predicados da vodka, que passa quase incognita quando submetida ao palato camuflada pela inocente e apimentada companhia do suco de tomate temperado."



Ingredientes:

  • 3/10 de vodka
  • 6/10 de suco de tomate
  • 1/10 de suco de limão
  • Molho inglês
  • Pimenta Tabasco
  • sal ou sal com aipo
  • pimenta do reino

Modo de preparo:
Este drink pode ser batido, montado ou mexido. Misturar os ingredientes no mixing glass é a forma mais comum de preparo. Sirva com gelo.



CAIPIRINHA


"A verdadeira caipirinha é a um só tempo simples e cheia de segredos, como a boa cachaça. Diabolicamente ácida como o limão. Divinamente doce como o açúcar de cana. Seu nome, "caipira", refere-se ao homem simples do interior do Estado de São Paulo, que originalmente usava essa mistura como um remédio caseiro. O drink nacional brasileiro é muito apreciado como acompanhamento da feijoada e do churrasco. Por ser adstringente, a Caipirinha realmente cai muito bem junto com pratos mais pesados. Tornou-se um hit internacional e até passou a ser feito em versões pouco ortodoxas, com outro tipos de aguardente. Mas não se engane: caipirinha, para ser assim chamada, só aquela feita com caninha, pinga, dengosa, moça-branca ou que nome se dê ao popularíssimo suor-de-almbique. E fique assim combinado."


Ingredientes:

  • 1/2 limão Taiti, com casca fina (ou um limão galego)
  • 2 colheres (bar) de açúcar
  • 1 dose de cachaça de boa qualidade

Modo de preparo:

Sobre uma tábua, segure o lim ão com o cabinho para cima. Corte-o ao meio. Retire a parte branca do miolo e despreze-a. Corte o limão em fatias finas. Monte o drink num copo old-feshioned, começando pelas fatias de limão. Acrescente o açúcar e pressione com um amassador. Coloque a cachaça e, usando um mexedor, envolva o limão com o líquido. Complete com gelo e sirva.

IRISH COFFEE

"Excelente para dar o toque final em um bom jantar ou combater os rigores do frio. Este clássico despontou para a fama numa inspirada noite dos anos 40, quando um viajante americano relatou a existência do tradicional drink irlandês a um barman em São Francisco, na Califórnia. Daí, a fórmula se espalharia pelos Estados Unidos e para o mundo todo, graças à harmonia de sua composição. E també por causa de uma ajudinha dos fabricantes de wiskey, que passsaram a divulgar receitas e recomendar copos especiais para seu preparo."




Ingredientes:

  • 3/10 de wiskey irlandês
  • 2/10 de creme de leite batido
  • 5/10 de café quente
  • 1 colher (bar) de açúcar

Modo de preparo:

Aqueça previamente um copo especial para drinks quentes. Monte diretamente no copo, misturando o wiskey, o café e o açúcar. Coloque o creme de leite por cima, deitando-o sobre as costas de uma colher de bar aquecida. Não misture novamente.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Meu marido ADORA agrião e dele a parte que mais gosta são os talos, de preferência bem grossos. Então, como já algum tempo estava querendo fazer um risoto resolvi experimentar fazê-lo com os talos de um agrião que eu tinha na geladeira e as folhas já estavam começando a amarelar. Ele ficou surpreso e adorou a novidade. Servi com salmão grelhado.
Espero que gostem!

Ingredientes:
  • 1 xícara de arroz arbório
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 2 colheres (sopa) manteiga
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 1 cebola média picada
  • talos de 1 maço de agrião picados
  • 1 litro de caldo de galinha (1 litro d'água c/ 1 saquinho de caldo em pó)
  • 50 g de queijo parmesão ralado
Modo de preparo:
Frite a cebola no azeite com 1 colher de manteiga, quando começar a ficar transparente acrescente os talos picados e refogue rapidamente. Acrescente o arroz, mexa um pouco e em seguida o vinho branco, deixe evaporar sem parar de mexer. A parte coloque o caldo para aquecer. Depois do vinho ter evaporado, o arroz já deve estar ficando cremoso, vá juntando o caldo aos poucos, (em concha) e a cada concha de caldo vá mexendo até o arroz absorver os líquidos. Vá fazendo isso até usar todo o caldo, sem que o arroz esteja totalmente cozido. Acrescente a outra colher de manteiga e o queijo ralado para finalizar e sirva imediatamente.
Fica um risoto suave, com paladar muito leve e aromático e os talos ainda crocantes ficam parecendo aspargos frescos. Ao provar, meu marido primeiro achou que fossem aspargos frescos e depois que fosse erva doce (funcho).
12:22 Neyma
Meu marido ADORA agrião e dele a parte que mais gosta são os talos, de preferência bem grossos. Então, como já algum tempo estava querendo fazer um risoto resolvi experimentar fazê-lo com os talos de um agrião que eu tinha na geladeira e as folhas já estavam começando a amarelar. Ele ficou surpreso e adorou a novidade. Servi com salmão grelhado.
Espero que gostem!

Ingredientes:
  • 1 xícara de arroz arbório
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 2 colheres (sopa) manteiga
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 1 cebola média picada
  • talos de 1 maço de agrião picados
  • 1 litro de caldo de galinha (1 litro d'água c/ 1 saquinho de caldo em pó)
  • 50 g de queijo parmesão ralado
Modo de preparo:
Frite a cebola no azeite com 1 colher de manteiga, quando começar a ficar transparente acrescente os talos picados e refogue rapidamente. Acrescente o arroz, mexa um pouco e em seguida o vinho branco, deixe evaporar sem parar de mexer. A parte coloque o caldo para aquecer. Depois do vinho ter evaporado, o arroz já deve estar ficando cremoso, vá juntando o caldo aos poucos, (em concha) e a cada concha de caldo vá mexendo até o arroz absorver os líquidos. Vá fazendo isso até usar todo o caldo, sem que o arroz esteja totalmente cozido. Acrescente a outra colher de manteiga e o queijo ralado para finalizar e sirva imediatamente.
Fica um risoto suave, com paladar muito leve e aromático e os talos ainda crocantes ficam parecendo aspargos frescos. Ao provar, meu marido primeiro achou que fossem aspargos frescos e depois que fosse erva doce (funcho).

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Este prato está na apresentação do blog, porque é a comida que mais me faz lembrar minha avózinha, uma comidinha simples do dia a dia, mas que feita por ela tinha um sabor todo especial. Aquele bife fritinho na hora e aquele purê bem molinho...aiii...Que saudade!!
Para os principiantes, aí vai a receita:
APROVEITEM...TEM SABOR DE VÓ!!

BIFE A MILANESA
Ingredientes:

  • 6 bifes de alcatra, patinho ou chã de dentro
  • sal, pimenta do reino, vinagre e alho a gosto para temperar
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 2 ovos
  • 1 xicara de farinha de rosca
  • óleo de milho ou canola para fritar

Modo de preparo:

Temperar os bifes, deixar descansar por meia hora para pegar o sabor do tempero. Passar na farinha de trigo, nos ovos ligeiramente batidos e por fim na farinha de rosca, apertando bem para aderir a farinha. Fritar em óleo quente (pelo menos um dedo) e deixar em papel toalha para absorver o excesso de óleo. Servir imediatamente. (foto: http://iniciantenacozinha.com/)




PURÊ DE BATATA

Ingredientes:

  • 1 kg de batatas
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1/2 copo de leite
  • sal a gosto

Modo de Preparo:

Cozinhar a batatas e amassá-las ainda quentes. Juntar os demais ingredientes e levar ao fogo para ferver. Caso queira mais mole, acrescente mais leite. (foto:http://www.lutosa.be/)

SIMPLES, FÁCIL E RÁPIDO!!

16:34 Neyma
Este prato está na apresentação do blog, porque é a comida que mais me faz lembrar minha avózinha, uma comidinha simples do dia a dia, mas que feita por ela tinha um sabor todo especial. Aquele bife fritinho na hora e aquele purê bem molinho...aiii...Que saudade!!
Para os principiantes, aí vai a receita:
APROVEITEM...TEM SABOR DE VÓ!!

BIFE A MILANESA
Ingredientes:

  • 6 bifes de alcatra, patinho ou chã de dentro
  • sal, pimenta do reino, vinagre e alho a gosto para temperar
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 2 ovos
  • 1 xicara de farinha de rosca
  • óleo de milho ou canola para fritar

Modo de preparo:

Temperar os bifes, deixar descansar por meia hora para pegar o sabor do tempero. Passar na farinha de trigo, nos ovos ligeiramente batidos e por fim na farinha de rosca, apertando bem para aderir a farinha. Fritar em óleo quente (pelo menos um dedo) e deixar em papel toalha para absorver o excesso de óleo. Servir imediatamente. (foto: http://iniciantenacozinha.com/)




PURÊ DE BATATA

Ingredientes:

  • 1 kg de batatas
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1/2 copo de leite
  • sal a gosto

Modo de Preparo:

Cozinhar a batatas e amassá-las ainda quentes. Juntar os demais ingredientes e levar ao fogo para ferver. Caso queira mais mole, acrescente mais leite. (foto:http://www.lutosa.be/)

SIMPLES, FÁCIL E RÁPIDO!!